Girlboss é a nova série da Netflix, baseada no livro que leva o mesmo nome, e conta a história real de Sophia Amoruso, fundadora da loja de roupas online, Nasty Gal.

Foto: Reprodução

Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas fiquei empolgada quando a Netflix anunciou que viraria série.

O lançamento oficial aconteceu no dia 21 de Abril de 2017. Dificilmente faço maratonas de séries (com exceção de algumas, como 13 Reasons Why), então, assisti ~em média~ uns três episódios por dia. (Girlboss tem 13 episódios com aproximadamente 25 minutos de duração cada.)

Enquanto acompanhava a série, procurei saber o que as pessoas estavam achando, e para minha surpresa, comecei a ler uma chuva comentários negativos e confesso que isso me desanimou um pouco. Os comentários eram do tipo: “Essa garota é muito mesquinha!”, “Ela me dá nojo!”, “Só quer as coisas do jeito dela!”. E realmente, ao começar a série, essa também foi a primeira impressão que eu tive de Sophia…

Mas minha percepção começou a mudar ao perceber que eu tinha muitos pontos em comum com ela. Um deles? Não desistir dos meus sonhos. E esse foi, sem dúvida alguma, o maior motivo que me fez gostar dessa série, independente das atitudes da personagem. E isso fez mais sentido ainda ao ver que na vida real, Sophia Amoruso também é do signo de Áries! (Sim, eu acredito em astrologia!)

Em resumo, Girlboss conta a trajetória de Amoruso e o caminho que ela percorreu até criar uma das maiores lojas de roupa online do mundo, a Nasty Gal.

Foto: Reprodução

No auge de seus vinte e poucos anos, Sophia é uma garota com atitudes imaturas e de personalidade extremamente forte. Ela enfrenta as pessoas, detesta trabalhar para os outros e odeia ser dependente do pai. A jovem também passa por poucas e boas, come lixo e rouba para sobreviver.

Cansada de passar por maus bocados e viver sem dinheiro, Sophia tem a brilhante ideia de por à venda no eBay, uma jaqueta de couro vintage que comprou por $9 em um brechó. Para sua surpresa, ela consegue MUITO dinheiro pela peça e descobre que pode conseguir ainda mais investindo nisso. Sem entender como funciona um negócio, ela sabe que isso não será uma tarefa fácil e que precisará de ajuda, mas prefere passar por cima de tudo e de todos com a certeza de que pode conseguir sozinha.

Ao final das contas, Sophia acaba entendendo que é impossível conquistar o mundo sozinha e passando por cima das pessoas, e é só aí que ela consegue alcançar seu objetivo: Criar sua própria loja de roupas online e ver a mesma em sold out no mesmo dia de seu lançamento.

Pra quem não entendeu a essência, Girlboss vai muito além de mostrar uma garota mesquinha e que acha que as coisas só devem ser do jeito dela! A série é um banho inspiração pra quem acha que seus sonhos não podem se tornar reais.

Além de todas as lições a serem adquiridas com essa série, ainda há o bônus da atuação de Britt Robertson como Sophia, que na minha opinião, ficou ótima! E os looks setentistas bafônicos que atriz usa? Fiquei apaixonada pela calça flare vinho de cintura alta!

Sem mais delongas, Girlboss não é só sobre feminismo, não é só para amantes de moda ou só para garotas de vinte e poucos anos. Girlboss é para todos aqueles que tem um sonho e acreditam nele!

E vocês, já assistiram a série? O que acharam? Conta pra mim nos comentários!

Um super beijo!

Share: